Hoje,28 de maio de 2022

Menina desaparecida é encontrada enterrada no quintal da própria casa

Aos 10 anos de idade, Alanna desapareceu enquanto estava sozinha em casa, durante uma entrevista de emprego da mãe; ex-padrasto é principal suspeito

FOTO: Reprodução
O corpo da menina Alanna Ludimilla Borges Pereira, de 10 anos, que estava desaparecida desde a última quarta-feira (1º), em Paço do Lumiar, Região Metropolitana de São Luís, no Maranhão, foi encontrado enterrado em uma cova rasa no quintal da própria casa, na manhã desta sexta-feira (3).
Alanna Ludmilla desapareceu depois que a mãe saiu para uma entrevista de emprego e a deixou em casa, sozinha. De acordo com a mãe da criança, essa não foi a primeira vez que Alanna teve que ficar só em casa e já sabia que não deveria deixar ninguém entrar, enquanto a mãe não chegasse.
O principal suspeito do homicídio de Alanna é o ex- namorado da mãe dela, identificado como Robert Oliveira. Recentemente, Robert e a mãe da cirança se separam. Ele ainda chegou a prestar depoimento na madrugada posterior ao dia do desaparecimento da menina, porém, não é encontrado desde então.
O corpo da criança foi encontrado debaixo de telhas e entulho. De acordo com as investigações, ainda não ficou claro se ela foi morta na própria quarta-feira ou se o corpo foi deixado lá mais tarde.
O ex-padrasto da menina é principal suspeito por causa das imagens de segurança colhidas pela polícia, diretamente das câmeras que estavam posicionadas próximas à casa da vítima. No momento em que a menina sumiu, Robert é visto pela região. 
Comoção e outros casos
O desaparecimento da criança de 10 anos de idade foi comunicado logo na quarta-feira e, desde então, tem abalado não só os moradores da região de São Luís, no Maranhão, mas todos os brasileiros, que acompanham a história pelas redes sociais e pelos veículos de comunicação.

O caso de Alanna Ludmilla – que remete ao das  duas meninas desaparecidas no mês passado e encontradas mortas no porta-malas de um carro, na zona leste de São Paulo – acontece em meio a dias de comoção pelo caso de Kelly Cadamuro, uma radiografista que desapareceu na última quarta-feira e foi encontrada morta, nesta quinta (2), no meio de uma viagem à cidade do namorado, no Triângulo Mineiro.

FONTE: Ultimo Segundo Brasil
Compartilhar

Política de Privacidade dos Comentários

Os comentários regidos pelos leitores NÃO representam a opinião do Portal Coelho News. tendo como a autoria e total responsabilidade do autor da mensagem. Ofensas, preconceitos, ou qualquer mensagem que incita o ódio e a violência, ou ainda acusações levianas não serão aceitas.

O objetivo do painel de comentários é promover o direito da liberdade de expressão, respeitando o mínimo de bom senso e civilidade, abrindo espaço para um debate de acordo com o tema da matéria.

O Redator-Chefe do Portal Coelho News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido!