Hoje,26 de maio de 2022

PARALISAÇÃO – Professores, alunos, pais e gestores de Caxias protestam contra corte do FUNDEB

PARALISAÇÃO – Professores, alunos, pais e gestores de Caxias protestam contra corte de mais de R$ 3,6 milhões do FUNDEB pelo Governo Federal

Salas de aulas vazias e professores e alunos nas ruas. O dia 14 de julho amanheceu com estudantes e trabalhadores da educação protestando contra o Governo Federal e o corte de R$ 3.635.935.92 do reajuste do FUNDEB para Caxias. Cada polo da educação municipal foi mobilizado.
“Estamos aqui reivindicando nossos direitos. Um direito que foi tirado. O governo Temer tirou mais de R$ 3 milhões do FUNDEB. Então isso prejudica nossa educação. As crianças são o futuro do Brasil. Mas como é que vamos falar em futuro sem investir nas crianças. Em vez de cuidar dessas crianças, melhorar o ensino, o recurso é cortado. Para que as crianças sejam o futuro do Brasil, os nossos poderes, tanto legislativo, executivo e judiciário e a sociedade devem cuidar do melhor para as crianças para que mais tarde nosso país seja de qualidade e bem desenvolvido”. Diz Maria de Jesus (professora da Escola Santo Antônio).
Em frente à Prefeitura de Caxias, concentraram-se professores, alunos, coordenadores e gestores das escolas das seguintes unidades de ensino: Gilberto Barbosa; Acrisio Cruz, Anexo da Vila Paraíso, Escola Paulo Marinho, Escola Joaquim Francisco e Santo Antônio. Durante o ato, foi lido o manifesto da União dos Dirigentes Municipais (UNDIME), que cobra o cumprimento do custo aluno e outras pautas.
“Esse manifesto é reivindicando para que o Governo Federal retorne esse valor. Estamos aqui exigindo a anistia do ajuste negativo do FUNDEB relativo ao ano de 2016/2017, assim como o cumprimento imediato do custo aluno”, lembra Sandra Costa (membro do Conselho Municipal de Educação).
Em todo o país foram suspensos R$ 224 milhões de reais. As prefeituras do Maranhão estão sendo penalizadas em R$ 177 milhões de reais por mês, desde o dia 10 de julho.
“Hoje representa para todos nós maranhenses, uma luta de Caxias e de todo o Maranhão. Hoje todas as Secretarias de Educação estão paralisadas no sentido de atendimento ao público, mas estamos trabalhando com nossos alunos, professores e gestores em prol de que o governo Temer reveja essa punição de sequestrar um valor tão alto das prefeituras. Caxias como tantas outras prefeituras está surpresa com essa retirada inadmissível do Governo Federal. A UNDIME nos contatou, tivemos reunião e audiência em São Luís de todos os secretários, OAB, Ministério Público, todos os sindicatos estaduais, municipais, acertaram e fizemos esse acordo para que o dia 14 fosse o dia D de protesto, de mobilização, por essa mudança e também pela anistia dessa conta. Nós precisamos desse recurso de volta, porque nós precisamos investir mais na educação”, destacou Ana Célia Damasceno (Secretária Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia – SEMECT).
CONFIRA MAIS FOTOS:
FONTE: ASCOM/Prefeitura de Caxias

Compartilhar

Política de Privacidade dos Comentários

Os comentários regidos pelos leitores NÃO representam a opinião do Portal Coelho News. tendo como a autoria e total responsabilidade do autor da mensagem. Ofensas, preconceitos, ou qualquer mensagem que incita o ódio e a violência, ou ainda acusações levianas não serão aceitas.

O objetivo do painel de comentários é promover o direito da liberdade de expressão, respeitando o mínimo de bom senso e civilidade, abrindo espaço para um debate de acordo com o tema da matéria.

O Redator-Chefe do Portal Coelho News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido!