Bolsonaro demite Vélez do MEC e anuncia Abraham Weintraub no lugar

417 visualizações, 1 hoje

Bolsonaro e Vélez: desde que assumiu a pasta, havia diversas críticas em relação a sua atuação (Valter Campanato/Agência Brasil) – Imagem: Reprodução

Da EXAME

São Paulo — O presidente Jair Bolsonaro demitiu nesta segunda-feira (8) Ricardo Vélez Rodríguez do Ministério da Educação.

Ele vinha sofrendo críticas dentro e fora do governo e pressões diversas desde que assumiu a pasta em janeiro deste ano.

Há cerca de um mês, Vélez vinha perdendo força diante de disputas internas entre grupos adversários, medidas contestadas, recuos e quase vinte exonerações.

Na sexta-feira (5), em um explícito processo de “fritura pública” do auxiliar, Bolsonaro afirmou que o ministério “não estava dando certo”.

“É uma pessoa bacana, honesta, mas está faltando gestão, que é uma coisa importantíssima. Vamos tirar a aliança da mão esquerda e pôr na mão direita ou na gaveta”, afirmou na ocasião.

Segundo o presidente, quem assumirá seu lugar na pasta é Abraham Weintraub. Ele é economista e professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

“Abraham é doutor, professor universitário e possui ampla experiência em gestão e o conhecimento necessário para a pasta. Aproveito para agradecer ao Prof. Vélez pelos serviços prestados”, escreveu o presidente em sua conta no Twitter.

Conflitos com Vélez

Há duas semanas, especulações sobre sua demissão já movimentavam o MEC. No entanto, o ministro deu declarações dizendo que não deixaria o cargo.

No cargo desde o início de sua gestão, Vélez, que é colombiano naturalizado brasileiro, foi criticado pela falta de articulação para conter o conflito entre alas militaristas, técnicas e olavistas dentro do Ministério.

Nesse clima de instabilidade, 17 pessoas foram demitidas nas últimas semanas, entre elas, o presidente do Inep – órgão responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e pelo Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido!