”Expulsar o Grupo João Santos, cortar asas de Sindicatos e dar oportunidades à empresas comprometidas, serão as primeiras ações do meu governo” – disse o pré-candidato, Val

621 visualizações, 2 hoje

Pré-Candidato Val, na luta contra o descaso na cidade de Coelho Neto

O ex-vereador e então, pré-candidato a prefeito de Coelho Neto, Val (Cara Legal), fez uso das redes sociais na manhã desta quinta-feira (21), que ganhou grande repercussão.

Val se pronunciou sobre os abusivos transtornos causados pelo Grupo João Santos a população da cidade de Coelho Neto, que por sinal, não tem nem uma intervenção plausível de sindicatos que dizem estar do lado dos trabalhadores.

O pré-candidato a prefeito, diz que o Grupo João Santos, vem à quase meio século ocupando as terras do município, sendo totalmente isento de suas obrigações, atrasando salários e sem sequer pagar o mínimo dos impostos devidos, tornando-se um dos agentes principais da fome e da miséria na cidade.

“O Grupo João Santos se tornou um câncer a ser vencido! Não contribui com o município e nem com o estado. Contrata, mas não paga! E o que fica, são trabalhadores frustrados sem saber o que fazer para sustentar sua famílias, onde a depressão tem sido o consolo”, diz Val.

Ainda sobre o Grupo João Santos, Val argumenta com propriedade que, sempre existiu um conluio entre o Grupo e Sindicalistas na intenção comum de sugar trabalhadores sem dó e muito menos piedade.

Depois de externar sua indignação com tamanho descaso, o pré-candidato apresentou uma alternativa,

“Muitos acordos foram feitos e nada foi cumprido! Chegou a hora de um trabalhador assumir a direção deste município e mudar essa história”, finalizou ele.

Val garantiu, que sua primeira ação será “interditar o Grupo João Santos, cortar asas dos sindicatos e dar oportunidades a outras empresas para se alojarem no município”, vindo a citar nomes de grandes empresas, como; TG e COMVAP.

ASSISTA O VÍDEO NA ÍNTEGRA

Com contribuições do Portal Leste Maranhense

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido!