Hoje,26 de maio de 2022

Funcionários do Grupo João Santos em busca de seus direitos

A audiência que resultaria em decisões em prol dos funcionários do Grupo João Santos não obteve êxito.
Segundo o presidente do Sindicato dos Papeleiros da cidade de Coelho Neto, Mariano Crateús, os trabalhadores não tiveram uma resposta digna, e o movimento que leva à reivindicações da parte dos trabalhadores irá continuar por tempo indeterminado, até os pagamentos dos trabalhadores serem autorizados e efetuados pela empresa.
A greve, que ocorre há mais de vinte (20) dias pelos funcionários das empresas ITAJUBARA, ITAPAGÉ e AGRIMEX S.A., de propriedade do Grupo João Santos traz motivos não tão favoráveis para muitos de seus funcionários, como; no atraso de três (3) meses de salários, segunda parcela do décimo terceiro (13º), o pagamento de férias e a suspensão dos planos de saúde e odontológico.
Em ato de protesto, mais de cinquenta (50) trabalhadores se deslocaram ontem (6) pela manhã, de Coelho Neto até a sede do Tribunal Regional do Trabalho – TRT na cidade de Caxias, exibiram faixas e cartazes reivindicando os seus direitos e expondo suas necessidades. Praticamente o único resultado positivo que se teve foi, que no próximo dia 28 deste mês haverá uma nova audiência de conciliação as partes.

O que os trabalhadores afirmam é que, continuarão em greve acampando em frente à sede das industrias esperando decisões judiciais trabalhistas que deverá favorecer a classe.
Funcionários em frente ao Tribunal Regional do Trabalho – TRT na cidade de Caxias
Funcionários em ato de protesto
Funcionários acampados em frente a sede das indústrias do Grupo João Santos
Compartilhar

Política de Privacidade dos Comentários

Os comentários regidos pelos leitores NÃO representam a opinião do Portal Coelho News. tendo como a autoria e total responsabilidade do autor da mensagem. Ofensas, preconceitos, ou qualquer mensagem que incita o ódio e a violência, ou ainda acusações levianas não serão aceitas.

O objetivo do painel de comentários é promover o direito da liberdade de expressão, respeitando o mínimo de bom senso e civilidade, abrindo espaço para um debate de acordo com o tema da matéria.

O Redator-Chefe do Portal Coelho News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

One Comment

  1. fabinho dalton Reply

    Aqui em itapessoca Pernambuco estamos na mesma situação. E agora pagam só 200 reais na quinzena num dá pra nada. Nossa situação agora está no MPT vamos até o fim. Não desistam companheiros.

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: