Guardas municipais contra lei que prevê uso de policiais por prefeituras

131 visualizações, 1 hoje

Imagem/Reprodução

O presidente da Central Sindical UGT no Maranhão, Weber Marques – também representante do Sindicato dos Guardas Municipais do Maranhão – afirmou ontem (16) ao Blog do Gilberto Léda que a categoria deve entrar na Justiça contra a lei que prevê o uso, por meio de convênios, de policiais militares, civis e bombeiros pelas prefeituras maranhenses.

O novo dispositivo foi sancionado pelo governador Flávio Dino na semana passada (reveja).

Para os guardas municipais, a lei precariza o serviço ao dar aos prefeitos a possibilidade de deixar de investir na segurança municipal, contando com o reforço estadual.

A categoria deve questionar a constitucionalidade do dispositivo legal.

Do Blog do Gilberto Leda

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido!