Justiça do Trabalho bloqueia bens do Grupo João Santos em Coelho Neto

923 visualizações, 2 hoje

Imagem: Reprodução

Em decisão proferida pelo Dr Higino Diomedes Galvão, o juiz do trabalho garantiu a indisponibilidade de bens como forma de garantir o pagamento das dívidas trabalhistas do Grupo para com os trabalhadores, que somam quase R$ 15 milhões de reais. Muitos deles, aguardando há quase 10 anos.

A partir da decisão judicial, ficam não disponibilizados os imóveis; Cajulândia, Paraná e Bom Lugar, bem como dos dois picadores de bambu e de um gerador de energia elétrica em uso na Fazenda Cajulândia.

Do Blog do João Osório

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido!